O desafio do empreendedor

Quando parece que as coisas estão caminhando bem surge uma crise financeira. Quando dinheiro já não é mais um problema, é regulada uma nova lei que modifica todo o setor em que o negócio atua. Empreendedores enfrentam vários desafios durante a sua trajetória empreendedora, mas alguns deles são sempre uma dor constante seja no âmbito pessoal ou empresarial.

  

Um dos países mais empreendedores do mundo, o Brasil está também entre os que mais fecham empresas. Os do IBGE, de 2014, mostram que metade das empresas abertas no país fecham as portas antes de completarem quatro anos; ou seja a taxa de mortandade é muito alta. Isto se deve a uma série de fatores, dentre os quais podemos citar o cenário econômico, a burocracia, a infraestrutura brasileira – aqui pode ser incluído os meios de escoamento da produção e disponibilidade dos produtos ao consumidor também, o ambiente de negócios e, principalmente, a baixa qualificação dos empreendedores, que num cenário adverso tem um peso ainda maior.

São tantos problemas que o empreendedor acaba gastando parte considerável do seu tempo tentando apagar incêndios e, por falta de foco, acaba não dedicando tempo e atenção necessários para resolver seus maiores desafios. É, a vida de empreendedor não é nada fácil.

A gestão financeira é um dos maiores desafios nesse quesito da qualificação. Não é raro o empreendedor que confunde as finanças pessoais com as da empresa e isso leva a um descontrole que pode ser fatal.

Entre os principais motivos de falência está a insolvência. Calma! Isso não é um palavrão. Insolvência vem no sentido em que as dívidas da empresa atingem um nível impagável com o fluxo de receitas existente; logo tenta-se buscar por soluções e essas, por sua vez, pode vir a criar problemas maiores, como fazer um empréstimo sem planejamento e acabar simplesmente criando uma dívida ainda maior.

 

A seguir é apresentado alguns dos desafios do empreendedor, alguns já até abordados aqui no blog e se quiser saber mais bastará clicar no link para que possa ler a postagem feita anteriormente.

 

Gestão de pessoas

 Pessoas são consideradas o maior ativo que uma empresa pode ter. Como você pode ver, até mesmo aqueles negócios que crescem continuamente enfrentam desafios na hora de liderar seus times.

Dentro de gestão de pessoas, a principal dificuldade apontada pelos empreendedores está na formação de lideranças para a empresa.

A formação de lideranças é um ponto fundamental para qualquer negócio. Sem bons líderes, a empresa não consegue ir para frente e acaba andando em círculos. Para que esse desafio seja superado, será preciso investir mais em ações voltadas para o desenvolvimento de líderes.

 

Gestão financeira

 Falar de finanças por si só já é complicado, em ano ou tempos de crise econômica fazer a gestão financeira da empresa se torna um desafio ainda maior para os empreendedores.

Portanto é altamente indicado que se mantenha as finanças pessoais separadas das empresariais.

Parece óbvio, mas não é algo muito comum entre pequenos empreendedores, mas defina um valor fixo a ser retirado dos lucros da empresa para ser o seu “salário”. A propósito, o nome dado a este “salário” do empresário é pro-labore.

Vale a pena dar atenção ao controle o fluxo de caixa. Tenha sempre clareza sobre suas entradas e saídas. Quando as coisas não baterem procure saber onde está errando para corrigir (se seus custos estão muito altos, se seus preços estão desatualizados, se as vendas caíram etc.) o mais rápido possível para que não comece a entrar em um cenário de insolvência. Sendo assim, evite dívidas! Fazer empréstimos é algo que precisa ser planejado e deve estar sempre alinhado a um processo de crescimento. Pagar juros só faz sentido quando você vai usar aquele dinheiro para gerar novas receitas. Usar dinheiro de banco para cobrir o fluxo de caixa é um tiro no pé.

  

Burocracia (Jurídico e regulação de atividades)

 Este quesito não traz nenhuma grande novidade.

Empresas que crescem, atualmente, focam em outros desafios da empresa que vão além da burocracia, como, por exemplo, aqueles ligados à expansão do negócio. Contudo, é extremamente importante, vital até, estar com as operações consoantes às práticas e regulações do mercado.

 

Inovação

 Como dito no tópico anterior as empresas que mais crescer são àquelas que estão focadas em expansão do negócio; logo, o desenvolvimento de novos produtos e serviços é a maior barreira de inovação.

Vale aqui abrir um parêntese e citar que a inovação não está ligada apenas aos produtos, mas também as Tecnologias da Informação e Comunicação, apelidadas de TICs. Investimentos em gestão tecnologia e ferramentas ligadas a automação são muito bem-vindas para auxiliar a vencer os desafios do empreendedor.

Outro ponto a se destacar é a inovação pessoal.

Em uma pesquisa realizada pelo instituto Endeavor em parceria com JPMorgan Chase Foundation, mostra que as empresas com maior potencial de crescimento estão privilegiando cada vez mais a promoção de profissionais que resolvam problemas de forma mais inovadora e dinâmica. E invistam em si para estarem aptos a processos de mudança.

 

Reação a imprevistos

 Por falar em mudanças, as situações imprevistas fazem parte da vida de todo empreendedor, em todas as fases do negócio.

O mercado nem sempre se comporta como o esperado e, sem aviso, pode haver um aumento muito grande na demanda ou uma intensa queda nas vendas. Sem uma reação rápida, o empreendimento talvez sofra consequências que, em alguns casos, são irreversíveis.

O fator surpresa, portanto, é mais um obstáculo, já que os empreendedores, atualmente, precisam ter planos de contenção e uma rápida tomada de decisão para vencer as dificuldades e os imprevistos.

Os desafios do empreendedor atual não são simples, mas podem ser superados. Portanto, conhecimento, preparo e dedicação são essenciais no desafio de ser um empreendedor de sucesso.

 

Marketing e vendas

 Empreendedores de alto impacto são os que mais se preocupam com desafios ligados a marketing e vendas. Entretanto, os pequenos e médios empreendedores visam a satisfação do cliente como o principal ponto de atenção deles, seguido do trabalho de divulgação. Independentemente do tipo de empreendedor que você seja fica claro que a retenção e geração de novos clientes e um desafio constante na caminhada do empreendedor.

Estar atento a mudanças de perfil de consumo, estilo de vida, regulação, práticas de mercado, concorrentes e vital para que esteja sempre pronto a ter a abordagem correta para se destacar. Então vem a pergunta: você conhece o seu cliente?

 

 Neste artigo foram abordados vários desafios e muitas características que estão sempre presentes nas postagens do blog da GVM, mas nem sempre é fácil de desenvolver essas caraterísticas e “dons”. Por isso, hoje, estamos colocando dois links para que ajude-o a saber mais e conhecer sobre a formação do empresário.

O primeiro deles é o Ensino a Distância (EAD) do Sebrae que você pode acessar clicando aqui. O Outro é da Fundação Getúlio Vargas, também um EAD, acesse usando este link. Vale dizer que este segundo é voltado para aqueles que já estão com passos mais largos ou que querem fazer um choque de gestão em suas empresas.

Nós da GVM estamos sempre em busca de meios para você empreendedor poder vencer frente a estes desafios e somos seu parceiro nessa caminhada.

 

 

Fontes

Administradores, Valor PME, Endeavor

 

Imagens

 Freepik, Freepik, Dooler